sábado, 21 de outubro de 2017

o meu lugar*

é o meu lugar. onde sou quem sou de verdade, onde abraço e sou abraçada por quem me acolhe por dentro, onde me junto aos outros nisto de compreender o que nos move. | é o meu lugar. onde páro e respiro fundo. onde sei que estou inteira mesmo que o mundo desmorone à minha volta e dentro de mim. onde o que mais importa é cada olhar que se cruza com o meu, cada gesto que me convida a acrescentar, cada palavra que tiro de mim e torno num lugar dos outros. | é o meu lugar. onde sou quem sou de verdade. a fazer o que gosto e a ajudar a reconciliar os outros com as suas histórias mais dispersas, com o que bate mais ou menos certo no caminho, com os medos que convido a largar na entrada da porta. | é o meu lugar. onde confio e confiam em mim. onde agradeço, tanto, por poder direcionar as minhas energias, o meu amor e a minha fé para a vida que escolhi, para o lugar que me escolheu e para cada pessoa que – neste lugar que é o meu - me faz tão feliz. | - -

21 | planos para o dia*


sexta-feira, 20 de outubro de 2017

desta semana*

há muita maldade neste mundo, mas também há muito amor. há muitos dias virados do avesso, mas também há muitos de bonança. há muita tendência para valorizar o que perdemos, mas é urgente aprender a dar valor ao que temos. | nós por cá, virámos mais uma página do calendário numa semana muito cheia. tivemos vários dias a pedir à vida que corresse um bocadinho mais devagar para que a pudessemos acompanhar, com fôlego. traçámos rotas e riscámos tudo. definimos tudo de novo e olhámos olhos nos olhos. foi num desviar de olhar que percebemos - e (re)aprendemos - que há uma verdade que ninguém consegue esconder. nunca. | distribuímos mantas, comida, roupas quentinhas e tudo o que pudemos dar a quem nada tinha. sabemo-nos mais ricos porque temos saúde, abraços que nos esperam, um chão firme para pisar e um caminho de sorte que construímos todos os dias. | 

[shanti, shanti, shanti]

20 | espírito de sexta-feira*






* respira fundo e ouve o que vem do lado de dentro. é aí que a resposta chega. sempre. 

quinta-feira, 19 de outubro de 2017

quando o dia vem e tudo recomeça*

acordo todos os dias para ser feliz. por mais difícil que esteja a vida, nem por um segundo duvido: os  meus problemas não são problemas, porque todos têm solução. | acordo todos os dias para ser valente. mesmo que as forças escasseiem, tenho sempre por perto o verbo-vitamina que era ontem, é hoje e será amanhã, o motor da minha vida: acreditar. | acordo todos os dias para ouvir a voz-bússola que não se encolhe sempre a vida me convoca a recomeçar: 
cada um tem o seu norte. ser feliz é o meu. 


» créditos imagem | unsplash

19 | sobre o tempo certo de tudo*



quarta-feira, 18 de outubro de 2017

dos dias-assim*

há dias que se enchem de chão e de céu, de pessoas que são pequenos abrigos e de um tempo que nos reconcilia com os nossos sonhos mais fundos. | há dias que nos inspiram (mais) a largar os medos, a colar às mãos a coragem, a dizer sim ao desafio de desmontar as peças de que é feito o coração e de ver como, depois, faz mesmo tudo mais sentido. | há dias em que juramos nunca esquecer a mania que há muito prometemos não perder:

uma pessoa deve [sempre] seguir o seu caminho. mesmo que o sentido possa parecer estar errado aos olhos dos outros.  - -

18 | p.s:


terça-feira, 17 de outubro de 2017

o que se ouve, o que se lê & o que se vê por aqui*

é bom poder dizer e ouvir «estou aqui para ti». é bom poder dizer e ouvir palavras que chegam a todos os cantos da nossa vida inteira, aos momentos que nos lembram coisas tão boas, e à emoção que nos cola, por dentro, às memórias indizíveis que dão sentido a tudo.
é bom poder dizer e ouvir coisas bonitas. e partilhar a vida com quem nos enche os dias de «estou aqui para ti».
» música

» livros

» filmes & séries

» créditos imagem | mikuta

enquanto houver estrada para andar*



acreditar. é essa a minha força para todos os dias. acreditar que os dias difíceis passam, que as coisas boas acontecem no tempo certo, que o que é para ser meu vem, que nenhuma dor dura para sempre, que sou abençoada (e protegida), que tenho a maior sorte do mundo pelas pessoas que guardo dentro, por amar incondicionalmente e ser profundamente amada, por ser agradecida às mais pequenas coisas, por ser forte por dentro e por inteiro, por confiar que não há nada nesta vida que eu não consiga enfrentar, suportar e superar com a força indizível desta fé que nunca, por nada, me deixa desistir dessa força que resgato todos os dias, e que se chama acreditar. - -

» créditos imagem | unsplash


17 | ❥




segunda-feira, 16 de outubro de 2017

há os que (nos) dizem tudo*

‘’(…) essa luz de dentro é uma alegria só e acontece sem ser preciso quase nada. Quase nada do que se entende como habitual, quero dizer. São coisas da ordem da graça. Aquelas coisas maravilhosas nas nossas vidas, as que acontecem e pronto. Aquilo de o cabelo secar com o sol e com o vento, por exemplo. Ou de bastar um vestido leve e qualquer coisa nos pés. Aqueles segundos, antes de começar um concerto. Ou aquele momento. Aquele momento em que, sem sabermos como, nem porquê, sentimos que está tudo certo. Com todos os nossos errados, com todas as nossas faltas e falhas, aquela sensação de olharmos para nós, de olharmos à volta e estar tudo bem. Estar tudo certo porque aquele momento inqualificável é só isso: certo.’’

16 | sou de crer para ver*


domingo, 15 de outubro de 2017

obrigada*

lisboa - porto | 7:09
temos tanto tempo dentro, tempo que não passa, entra. tempo que fica todo do lado de dentro, com as pessoas, os lugares, os gestos, as emoções, os cheiros, os sabores que foram esse tempo. esse tempo todo. dentro. ontem no Porto foi assim, foi muito mais que o tempo de um workshop, muito mais do que um grupo de pessoas unidas pelo mesmo propósito; foram memórias que trago comigo, imagens, momentos, sorrisos, abraços que me fazem sentir como sinto e ser quem hoje sou.
| obrigada Porto. sempre. |

porto - lisboa |...|
[o meu regresso a casa demorou uma noite inteira. estradas cortadas, circulação do Alfa impedida, muito medo do que estava tão perto, muita angústia pela impotência e muito cansaço misturado com a gratidão de, por fim, quase 24 horas depois, poder regressar a casa. tanta tristeza e tanto desespero por todos e por tanto que é tudo o que se perde.]

15 | sobre ser feliz*





sábado, 14 de outubro de 2017

sobre o dia de hoje*

yoga, comida do bem & coaching. carregar no pause da vida e deixar fluir. ter como mote a alegria. na saúde, no foco e na fé. abraçar todas as fragilidades que fazem parte de nós e agradecer todas as forças que nos ajudam a seguir em frente. trazer o amor para dentro, respirar bem fundo e ouvir o que guardamos no lado esquerdo do peito.
hoje reforçámos a certeza de sermos diferentes, iguais, parecidos numas coisas e talvez opostos noutras, mas de, afinal, nos sabermos abraçar tão bem. 
obrigada querida Vera, por me abraçares com tanto amor. obrigada minha muito querida amiga Joana por seres um ser Maior. obrigada Margarida querida pela tua criatividade e doçura. era cliente, agora sou fã. obrigada a todas as pessoas bonitas que estiveram hoje connosco e que trouxeram amor e luz a este dia. 
muito agradecida pela paz que ficou em mim.  - ❥-

14 | foco para todos os dias*