quarta-feira, 17 de outubro de 2018

agradeço todos os dias*


a luz bonita das minhas coisas simples.

sobre foco e determinação*



terça-feira, 16 de outubro de 2018

a grande volta da ( nossa ) vida*


preocupamo-nos muito com coisas que nem chegam a acontecer. fixamos âncoras em lugares (e pessoas) que nunca chegamos a conhecer. reclamamos muito por tudo aquilo que achamos que precisamos ter, e não nos damos conta que a sorte grande chega (quase sempre) a seguir ao verbo perder.
a vida é mesmo o que tem que ser. e às vezes tem de dar uma grande volta para nos fazer perceber que estavamos no caminho errado, a travar as batalhas erradas, e a querer as coisas (e as pessoas) erradas.
no dia em que essa grande volta acontece, deixamos de nos importar com aqueles que nos deixam tristes e passamos só a agradecer os que são, estão e serão sempre o lado certo da nossa vida. 

meu Pedro, meu amor*


segunda-feira, 15 de outubro de 2018

sobre ser uma boa mãe e um bom pai, tudo aquilo em que acredito*


''Nem sempre vamos conseguir acolher, nem sempre vamos conseguir baixar e olhar nos olhos, nem sempre vamos perguntar ao invés de mandar. Vamos errar. Mas nesse novo jeito de parentar, nos humanizamos. Entendemos nossos erros, olhamos para eles, nos refazemos e mudamos. Claro que isso não vem da simples leitura de um livro ou da sua participação no meu workshop. É preciso querer e buscar essa transformação, diariamente, até ela se transformar num novo hábito, numa nova maneira de ver a vida.
Dá trabalho, é intenso e muito bonito. 
E mesmo que ao ler essas palavras agora, pareça impossível mudar, eu te garanto: todos os dias podemos recomeçar e esse é um super poder que esquecemos de usar.''



para fazer tudo melhor*


domingo, 14 de outubro de 2018

eu, o sol, o sal e a Rupi*


numa certeza boa de que tudo está certo.

coisas que agradeço todos os dias*


sábado, 13 de outubro de 2018

roma. ou amor. ou de como bate ( sempre ) tudo certo.


a luz é outra. e isso muda tudo. para melhor. para muito melhor. e pensar que às vezes ficamos tão agarrados às memórias que construímos que achamos que não vamos conseguir construir outras, noutro lugar. e hesitamos. e temos medo. e recuamos. e a vida dá mais um sinal, mais uma pista, mais um pequenino beliscão na nossa coragem. e então vamos. ainda a medo, ainda cheios de dúvidas, ainda a olhar para trás, ainda sem saber dar valor ao que ela, a vida, está a fazer por nós.
comovo-me sempre com esta sabedoria, com este colo bonito, com esta recompensa, com este amor. a vida sabe mesmo o que faz. sempre! no tempo certo. nem um pouco antes, nem um pouco depois. é ali. naquele lugar que tantas vezes nos parece errado, que tudo o que é certo se alinha, se une, se equilibra, para dar sentido. para dar sentido. a tudo.
estamos felizes. e agradecidos. e perdidamente apaixonados. mesmo, mesmo.

primeiro dia na nossa casa nova*


sexta-feira, 12 de outubro de 2018

desta semana*


#1. se esta semana fosse um verbo seria correr.
acho que foi a semana em que mais corri este ano. e não falo de exercício físico (mas devia…), falo de mil e uma coisas que consegui encaixar nesta semana e só graças a uma enorme disciplina e uma muito rigorosa gestão de tempo, consegui cumprir todas as listas que fiz. foi uma semana bem dura que só veio provar – uma vez mais - a enorme força que temos e que às vezes esquecemos.

#2. foi a semana da mudança.
foi a semana da primeira noite na nossa casa nova. estávamos mesmo a precisar desta lufada de ar fresco, desta boa energia que se junta à volta de um novo espaço, de um novo chão seguro, de uma nova luz e do abraço bom que esta casa nos deu. sei que vou ter saudades da minha casa antiga. da minha cozinha grande e da minha varanda gigante. mas não vou ter saudades de muitas mais coisas. e o meu coração optimista que vê sempre o lado bom de tudo e que aprendeu com a vida a arrumar muito bem as saudades, anda feliz, feliz, com todas as coisas novas e diferentes que a casa nova é.

#3. esta semana foi assim como começar um ano novo. cheia de folhas em branco, cheia de espaços para preencher. cheia de uma boa energia que se nota em tudo o que fazemos, em todos os que abraçamos, em tudo o que agradecemos ter deixado para trás, em muito do que planeamos dando sempre espaço para que a vida faça o que – tão bem – tem feito connosco: trazer boas surpresas aos nossos dias.
obrigada, vida.

foco-me no que importa*





quinta-feira, 11 de outubro de 2018

(da minha) simplicidade*


e do conforto que escolho vestir (por dentro e por fora), todos os dias.

como sempre*



quarta-feira, 10 de outubro de 2018

faço a minha sorte*

não imponho as minhas crenças mas não escondo a minha fé. tenho sempre um sorriso na cara porque no meu coração só me permito carregar gratidão. sigo a acreditar que a vida não precisa de desculpas, mas sim de gente corajosa. olho para dentro e sei que as coisas boas não se questionam, abraçam-se. houve um dia que o meu mundo parou, depois girou, rodopiou e rodopiou e eu aprendi a nunca mais parar de acreditar em mim mesma. e mesmo quando chegam os dias muito nublados, em que (quase) tudo parece perdido e com tão pouco sentido, há sempre uma janela aberta (cá dentro) a lembrar-me que entre o que tira e o que traz, a Vida sabe o que faz. 
agradeço. e sigo em frente.

mantra para todos os dias*



terça-feira, 9 de outubro de 2018

coisas ( muito ) bonitas que li*

‘’Porque eu consigo. Porque eu quero. Porque é possível. Porque vai me fazer bem (só a mim e a mais ninguém). Porque desistir não pode ser uma opção o tempo todo e para tudo aquilo que parecer difícil. A gente quer mudar, transformar nossa vida, sair da zona de conforto, mas fica sempre esperando pelo resgate, pela megasena, por alguém que nunca vem. Salve-se de você mesma e seja a sua própria heroína. A sensação é boa demais.’’ 

| Lua Fonseca |  

cuido de mim todos os dias*


bebida de amêndoa, granola caseira, agave, amoras, framboesas e romã. sabe a abraços, dos grandes.

p.s: